Rebels on the Mov(i)e #23 | Afirma Pereira

Afirma Pereira é um filme de 1995, baseado no livro homónimo publicado apenas um ano antes por Antonio Tabucchi e que é talvez a obra mais famosa do escritor toscano. Afirma Pereira, de facto. Um filme interpretado magistralmente pelo actor italiano “Marcellino” Mastroianni.

É a história de um jornalista, gordo e diabético, extremamente comum, que come omeletes e limonada todos os dias no mesmo bar, o Orquídea café. Está obcecado com o medo da morte e a memória da sua esposa, que morreu de tuberculose.

O contexto histórico é 1938, quando Portugal se encontrava sob a ditadura de António Salazar. “Era o dia 25 de Julho em mil novecentos e trinta e oito, e Lisboa brilhava no azul de uma brisa atlântica, afirma Pereira”. Pereira edita a página cultural de um jornal local, o Lisboa. É um homem apático, politicamente despreocupado e completamente desinteressado pelos assuntos sociais do seu país.

Tudo isto muda quando ele entra em contacto com um jovem escritor italiano, Francesco Monteiro Rossi, que nos seus obituários exprime facilmente as suas tendências políticas. Os acontecimentos da sua vida vão mudar rapidamente, tanto por causa do conhecimento de Monteiro Rossi, como por causa do encontro com o Dr. Cardoso. Este último apresenta-lhe a teoria da “confederação de almas”: em cada pessoa coexistem várias almas sobre as quais uma mais forte domina, mas pode acontecer, contudo, que uma destas almas se fortaleça ao ponto de expulsar a dominante. O resultado desta partilha é uma metamorfose completa do indivíduo. Pereira começa a tomar consciência da opressão do regime, da censura e do clima de violência.

A viagem de Pereira leva-nos a reflectir sobre os conceitos de liberdade e prisão. Pereira, na sua solidão, nas suas obsessões e na sua inépcia pensa ter encontrado a sua liberdade, optando por não ver a opressão e a censura, instrumentos necessários para levar a cabo a ditadura. Pereira vive assim sufocado entre os seus hábitos e a presença do regime.
Este filme, baseado no livro e na história de Pereira, pode ser tomado como uma contextualização da formação de oposição contra o sistema dominante. Vivemos uma crise sindémica (pandemia acompanhada por uma crise económica e social) onde se experimenta formas de controlo social muito semelhantes a ditaduras. Assim, esperamos que este filme seja uma inspiração para aqueles que querem realizar actos de coragem e questionar a nossa indiferença, em muito semelhante à do protagonista Pereira.

Publicado por Rádio Gabriela

powered by Sirigaita Crew

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: