Campanha – Todos à Janela

Começou uma avalanche sem precedentes de ataques aos direitos dos trabalhadores, os que estão e estarão sempre na linha da frente no combate à pandemia: lay offs simplificados que permitem trabalhar por 2/3 do salário; despedimentos; chantagens laborais; violação sistemática das regras de saúde e segurança no trabalho; desregulamentação total dos horários e bancos deContinue a ler “Campanha – Todos à Janela”

Rede de Apoio Mútuo – CSA A Gralha

Devido à situação excepcional que vivemos, o CSA A Gralha interrompeu temporariamente as suas actividades. No entanto, não pretende resignar-se e ficar indiferente num contexto que revela, dia após dia, a exacerbação do carácter autoritário e paternalista do Estado, o aproveitamento sensacionalista dos média, o policiamento dos comportamentos individuais e sociais, a apologia generalizada deContinue a ler “Rede de Apoio Mútuo – CSA A Gralha”

Lei da moratória das rendas: austeridade e dívida para os arrendatários

A Lei 4-C/2020, aprovada pela Assembleia da República no passado dia 6 de Abril, estabelece um regime excepcional para as situações de atraso no pagamento das rendas, atendendo à situação provocada pela doença COVID-19: o atraso no pagamento das rendas durante o estado de emergência e um mês depois de esta acabar para as famílias queContinue a ler “Lei da moratória das rendas: austeridade e dívida para os arrendatários”

Campanha – Pela reabertura dos balneários públicos

Na actual crise de saúde pública, os nossos governantes não têm parado de nos apresentar recomendações de higiene e segurança: lavar bem as mãos, usar luvas e máscara, desinfectar e cozinhar bem os alimentos, garantir o distanciamento social. Em Lisboa, desde 11 de Março, vários balneários públicos encontram-se fechados: em Santa Apolónia, na Graça, emContinue a ler “Campanha – Pela reabertura dos balneários públicos”

Brigada de Bairro

Perante a pandemia covid-19 e esta crise sem fim, a criação de infra-estruturas auto-organizadas, auto-geridas e de apoio mútuo não poderia ser mais necessária. Com as medidas de precaução sanitárias adequadas podemos entreajudar-nos. Estamos a organizar-nos nos nossos bairros para apoiar quem precisar e incentivamos a que mais pessoas o façam. O apoio que pensamosContinue a ler “Brigada de Bairro”

Habita: Grupo de Resistência e Apoio Mútuo

Grupo de partilha de problemas de habitação e apoio mútuo em tempos de pandemia.Agora que não podemos encontrar-nos pessoalmente em assembleia Habita, criámos um grupo onde podemos continuar a apoiar-nos mutuamente e construir estratégias de acção sobre como lidar com os nossos problemas de habitação e outros que queiramos partilhar.Este grupo serve para:– Partilharmos osContinue a ler “Habita: Grupo de Resistência e Apoio Mútuo”

Manifesto – A Minha Luta Não Faz Quarentena

A 21 de março assinala-se o Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial, para lembrar que o racismo e a xenofobia, entre outras violências relacionadas com o preconceito e ódio raciais, são uma realidade quotidiana. Foi nesse sentido que escolhemos esta data para o lançamento da campanha #AMinhaLutaNãoFazQuarentena.  No contexto atual, ficar em casaContinue a ler “Manifesto – A Minha Luta Não Faz Quarentena”

Campanha – Ninguém fica para trás!

(…)Trata-se de garantir que ninguém fica para trás e que, nesta fase difícil e potencialmente devastadora, toda a gente terá acesso às condições necessárias à sua sobrevivência e à sua dignidade.
Para que ninguém fique para trás estas são as seis demandas que apresentamos:
1 – Saúde para toda a gente
2 – Casas para toda a gente
3 – Gratuitidade dos serviços essenciais
4 – Rendimento Básico de Quarentena
5 – Manutenção dos postos de trabalho
6 – Indulto de presos por crimes menores e dignidade para todos

Manifesto – Como se faz quarentena sem casa?

Actualmente, muitas pessoas vivem na rua ou em formas precárias ou sobrelotadas de habitação porque foram despejadas pelos mesmos governantes que agora pedem às pessoas para lavarem as mãos, que fiquem em casa e que todo o país se proteja. Para assegurar que todos tenham as mesmas condições, exigimos:

– fim imediato dos despejos;


– realojamento imediato de todas as pessoas e famílias despejadas;


– realojamento imediato de todas as pessoas que se encontram a viver na rua;


– a requisição de casas vazias, sejam elas apartamentos turísticos, de luxo ou municipais, para realojamentos de emergência.


–  a suspensão do pagamento das rendas das casas para todas as pessoas afetadas pela crise;


– a suspensão do pagamento das hipotecas;


–  a suspensão das rendas dos espaços sociais, como coletividades e associações;


–  a suspensão das rendas de pequenos comércios e de pequenas empresas afetadas pela crise;


–  a proteção física dos trabalhadores mais expostos ao vírus;


– a proteção financeira de todas as pessoas com trabalho precário e a recibos verdes, que não são atualmente protegidas pela segurança social;

Imaginar Geografias #1 Mobilidade – Fuga em comum

Mobilidade – Fuga em comum é o primeiro programa sonoro do projecto multidisciplinar Imaginar Geografias. Com o primeiro programa aproximamo-nos da questão migratória querendo sublinhar o facto de a mobilidade consistir hoje em dia num valor em si. A partir desta ideia desenrolam-se nos trinta minutos discursos com pontos de vista diferentes argumentados através das palavras deContinue a ler “Imaginar Geografias #1 Mobilidade – Fuga em comum”